Blog Economia

Quando sobem os juros nos EUA?

  - Ciência que consiste na análise da produção, distribuição e consumo de bens e serviços.

Ciência que consiste na análise da produção, distribuição e consumo de bens e serviços.

 

Resposta: ninguém sabe. Uns acham que em Setembro. Outros que será só no ano que vem. O fato é que o FED é quem vai decidir isto…

Lendo a ata da última reunião do FED , fiz algumas observações sobre o que o FED está vendo:

aumentou a incerteza com relação ao ritmo de crescimento da economia nos próximos trimestres à luz da atividade econômica relativamente fraca do primeiro trimestre;
foi só inverno mais forte ou outros fatores, como a queda dos investimentos no setor de petróleo e os efeitos negativos do dólar forte sobre as exportações americanas, que atrapalharam a economia?
ou será que o consumo de fato está perdendo força e o savings rate vai subir de novo?
nota-se já a falta de oferta de mão obra qualificada e aumentos salariais maiores em alguns setores, apesar da queda no ritmo de melhora do mercado de trabalho ocorrida no primeiro trimestre;
parece que a inflação parou de cair;
mostraram preocupação com relação ao baixo premio de risco demandado pelo mercado nos papéis de longo prazo em US$, o que pode causar problemas na hora do FED começar a subir os juros, pois isto causaria perdas elevadas aos detentores de tais papéis, com efeitos sobre a estabilidade financeira do sistema. Ou seja, FED espera aumento na volatilidade de tais taxas de longo prazo;
para que se inicie o processo de alta de juros eles precisam ver uma continuada melhora nos dados de emprego e ter razoável convicção que inflação voltará a subir;
maioria acha pouco provável que eles cheguem  já na próxima reunião em junho com as condições necessárias satisfeitas para se iniciar a alta de juros, pois precisarão de mais tempo para ter certeza que o desaquecimento da atividade do início do ano tenha sido apenas algo pontual, mas não descartaram inteiramente essa possibilidade;
com base nisto, as decisões de quando vão iniciar processo de alto serão tomadas reunião a reunião, com base nos dados econômicos que forem saindo;
houve uma discussão sobre qual seria a taxa de juros real neutra e ficou evidente a enorme incerteza que existe na sua determinação, embora o debate tenha mostrado que tal taxa deva ter caído bastante e estaria em níveis bem baixos quando comparadas ao passado, o que, na visão de alguns, poderia justificar a elevação da meta de inflação de longo prazo, algo que foi descartado em função da perda de credibilidade que isto acarretaria.

Resumo: incerteza, incerteza e mais incerteza. Ou seja, volatilidade dos juros lá fora deve subir. Mas tudo indica que o cenário de maior probabilidade seja que o FED irá adiar a alta dos juros enquanto puder, correndo o risco real de ficar atrasado, ou seja, que comece a subir os juros quando a inflação de salários já tenha começado a subir. Se  isto vier a acontecer, a volatilidade dos juros de longo prazo lá fora pode disparar.

Portanto, fuja de renda fixa mais longa lá fora ou se proteja bem.

Vida dura, Dona Yellen: mas quando é que a senhora vai deixar a pombinha dos juros decolar??

Por Ricardo Gallo

ÚLTIMAS POSTAGENS EM Economia

COPYRIGHT © 2015 TUDOECONOMICO.COM | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS