Blog Publicidade e Propaganda

A MARCA DO CORAÇÃO

  - Publicidade: Atividade profissional dedicada à difusão pública associadas a empresas, produtos ou serviços. Propaganda: Modo específico de apresentar informação sobre um produto, marca, empresa ou política que visa influenciar a atitude de uma audiência para uma causa, posição ou atuação

Publicidade: Atividade profissional dedicada à difusão pública associadas a empresas, produtos ou serviços. Propaganda: Modo específico de apresentar informação sobre um produto, marca, empresa ou política que visa influenciar a atitude de uma audiência para uma causa, posição ou atuação

 

Por Raimundo Filho

Com o boom da comunicação – a mais recente das revoluções -, fenômeno potencializado pelo agigantamento da visibilidade pública advinda com as novas tecnologias, internet, mídias sociais etc, o mundo virou uma imensa ciranda de marcas.

Empresas, pessoas, instituições, tudo se mistura num frenético e ir e vir de símbolos, etiquetas, layouts, embalagens, fórmulas, formatos. Com mais ou menos credibilidade. Com mais ou menos durabilidade. Com mais ou menos qualidade.

E não adianta achar que, nesta ciranda, só há vagas para grandes conglomerados industriais, para empresas internacionais que investem fortunas no mercado publicitário ou que isso seja algo inatingível às marcas periféricas ou menos afortunadas. Não. Hoje, a necessidade de reconhecimento como “produto”, como conceito é premente. E a possibilidade de que isso – O RECONHECIMENTO - aconteça sem que se condicione o sucesso a fórmulas tradicionais, complexas e caras é real.

Mas tanto uma – as campanhas tradicionais, vultosas, complexas – quanto outra – as estratégias de pequenas empresas, baseadas em plataformas simples, com ênfase no marketing de guerrilha – buscam (e buscarão sempre) o encantamento do público e o reconhecimento dos consumidores, posição também a que todos assumimos hoje em dia, seja qual for a seara. Afinal, nós consumimos de tudo e estamos, sim, expostos à ciranda-girândola permanentemente.

E é aí que entra justamente a importância de prêmios como o Marcas Inesquecíveis, cujo próprio nome já escancara ao que ele se destina: reconhecer e referendar marcas que, além do sucesso comercial que atingem no seio da sociedade piauiense, também desempenhem uma relação de proximidade, de carinho, de respeito, de legado com o consumidor.

Em verdade, o próprio prêmio, que visa a hierarquizar marcas vivas e latentes no imaginário consumerista piauiense, tonou-se, também, uma marca que avaliza outras tantas, chancelando a qualidade e habitando o inconsciente do cidadão, espaço mental onde se dá a maioria das escolhas de quem está submetido às incursões publicitárias do mercado.

Como estamos falando de marcas, produtos, reconhecimento é preciso reforçar, aqui, uma máxima popular: somente quem é bom sobrevive por muito tempo no mercado. E olha o MARCAS debutando aos 15 anos e, daqui a pouco, enfeitando nossa cidade com seus “corações” rubros e apaixonados, marca imediatamente atrelada ao prêmio e que povoa nossas ruas a cada edição do certame, seduzindo-nos a todos.

Se o desafio de uma marca é despertar a paixão, convencer o racional e morar no subconsciente, o coração do Marcas agrega valor ao conceito e reforça esses sentimentos, sendo um atributo a mais, um motivo a mais, uma vantagem a mais na hora da escolha do cidadão piauiense por aquele produto em que ele busca satisfação e confiança.

 

Raimundo Cardoso de Brito Filho

Diretor da R2 Comunicação, Advogado, Especialista em Direito Empresarial, pela Universidade Estadual do Ceará, Especialista em Direito do Trabalho pelo CEUT, Jornalista, MBA em Comunicação Eleitoral e Marketing Político pela Universidade Estácio de Sá, Membro da Associação Brasileira de Consultores Políticos, editor-chefe do Jornal O DIA de 2006 a 2007, Presidente da Fundação Cepro, de 2011 a 2013.

ÚLTIMAS POSTAGENS EM Publicidade e Propaganda

COPYRIGHT © 2015 TUDOECONOMICO.COM | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS