Parada da Diversidade deve reunir mais de 100 mil pessoas em Teresina

Karol Conka e Liniker são as atrações nacionais desta edição do evento.

Teresina, PI - Mais de 100 mil pessoas são esperadas para a 16ª edição da Parada da Diversidade de Teresina, que será realizada no próximo domingo (3), na avenida Raul Lopes, no estacionamento da Ponte Estaiada. Uma grande estrutura será montada no local para receber os shows da rapper curitibana Karol Conka e da paulista Liniker, com a banda Liniker e os Caramelows. O palco também vai receber o DJ Marcio Brytho, Nanda Machado e Chandelly Kidman. A concentração começa às 16 horas, em frente ao Parque Potycabana.

“Vamos ter uma benção na avenida, com representantes de três religiões de matrizes africanas. Neste ano, vamos homenagear o médico Antônio de Noronha e o Júnior, idealizador do coletivo Salve Rainha, padrinhos desta edição da Parada. Também vamos receber várias caravanas do interior do Piauí e do Maranhão”, diz a coordenadora do grupo Matizes, realizador do evento, Marinalva Santana.

Ela destaca que todas as medidas legais foram tomadas para garantir a realização do evento. “Teremos uma delegacia móvel, com a presença da Polícia Militar, além dos agentes de proteção social, distribuindo material educativo e orientando o público. Tudo foi pensado para garantir que a parada ocorra com muita paz”, completa Marinalva. A 16ª edição da Parada da Diversidade tem o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

“A parada é um evento que já faz parte do calendário cultural da cidade e nós apoiamos. É uma forma de celebrar a igualdade e o fim do preconceito. Tivemos um grande público nas últimas edições e esperamos que o sucesso do evento se repita”, afirma o secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo.

A rapper curitibana Karol Conka consolidou a carreira na música brasileira em 2013, quando conquistou o prêmio Multishow de Artista Revelação. No mesmo ano, lançou o single ‘Toda Doida”, sucesso nas pistas das casas noturnas do país. Com o álbum “Batuk Freak”, foram mais de 22 mil downloads. Em 2014, a cantora deu os primeiros passos fora do Brasil, quando realizou a primeira turnê pela Europa. Com o single “Tombei”, lançado em 2014, ela levou o prêmio Multishow de Nova Canção, indicada também pela revista Rolling Stone como uma das 15 melhores canções de rap do ano. Em 2015, Karol inicia turnê pela Austrália.

Tombei mostra bem a pegada frenética da rotina de Karol. A letra, escrita pela rapper, inspira-se em sua força feminina. O videoclipe do single “Tombei” foi sucesso absoluto de público e crítica ultrapassando 3.5 milhões de visualizações no YouTube. Para Karol, significa um grito de poder à cultura negra brasileira e, claro, às mulheres em geral - "que arrasam e 'tombam' mesmo". É assim que Karol Conka abre novos caminhos e dá o tom de seu novo single, “É o Poder”, onde a rapper retorna com novas influências e sonoridades. “Com o novo single eu queria vir com um tema diferente do que eu já havia lançado. Foi um processo de criação interessante, nesse tema senti a necessidade de falar de algo mais sério, mas sem fugir do jeito Karol Conka de ser”, explica ela.

Outra atração nacional da parada é a paulista Liniker. Em 2015, ela formou a banda “Liniker e os Caramelows", com quem lançou o EP Cru, em 30 de julho daquele ano, por meio do primeiro single, "Zero". Os vídeos com a interpretação das canções do projeto ganharam milhões de visualizações rapidamente. Em 16 de setembro de 2016, a banda lançou seu álbum de estreia, intitulado Remonta, gravado com ajuda dos fãs por meio do financiamento coletivo no Catarse.

O disco reverberou internacionalmente e ganhou atenção da imprensa estrangeira. O projeto musical traduz a blackmusic e o soul para uma linguagem contemporânea brasileira, com composições autorais, trazendo como tema central as relações com pessoas e com o mundo.

Fonte: Com informações do Governo do Piauí

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


COPYRIGHT © 2015 TUDOECONOMICO.COM | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS